terça-feira, 29 de maio de 2012

Chica e João - a história de Chica da Silva



De forma simples e melódica Nelson Cruz nos apresenta a história de Chica da Silva. Coloca a própria Chica como o narrador que conversa com o leitor deixando-o a par de seus sonhos e desejos, apresenta-lhe seu passado de escrava cativa vivido nas senzalas escuras, entre as rezas em língua africana falada por seus irmãos de origem como também entre as tramas de fugas em busca dos quilombos.
Lembra também das leis impiedosas vindas de Portugal, lidas em praça pública causando dor, constrangimento e revolta entre os africanos e seus descendentes.

Leitura das leis em praça pública





Chica revê através de suas lembranças o dia em que conheceu João Fernandes, português que veio administrar aquela região na extração de diamantes e por quem apaixonou-se, com a sorte de também ser amada por ele desde o primeiro olhar.
O amor do casal João Fernandes e Chica, que juntos viveram por mais de quinze anos, superou as adversidades de uma época completamente desfavorável à união de brancos e negros.





Chica e a saudade

 O narrador apresenta ao leitor a saudade que invadiu os sentimentos de Chica quando não mais tinha a presença do homem amado, dos filhos e filhas que tiveram e o seu desejo de buscá-los longe dos limites do distrito de Diamantina, de onde Chica conclui que não conseguia sair por estar entranhada nele tanto quanto um diamante na terra.
O livro tem belas ilustrações do próprio Nelson Cruz, dados históricos de Chica da Silva, um glossário explicativo de expressões de época, um exclarecimento do autor sobre os motivos que o levaram a escrever essa história, índice de ilustrações, referências bibliográficas e os acervos consultados.
É um verdadeiro passeio pela  história de Chica da Silva numa porção das minas gerais. Vale a pena a leitura e dar de presente a jovens e adolescentes.




CRUZ, Nelson. Chica e João.2ª ed. São Paulo:Cosac Naify, 2008..
Obra enviada pelo  Ministério da Educação às escolas públicas.

Um comentário:

Ana Paula Fernandes de Mendonça disse...

Em dias de luta como os atuais, nada melhor que resgatar os ganhos da resistência e Chica da Silva ilustra e nos incentiva com sua história de determinação e coragem!